Sérgio Escadinha

Os primeiros passos foram no Palmeiras. Depois seguiu para Guarulhos, São Caetano, Suzano e Banespa, chegando a seleção em 2001, mesmo ano em que Bernardinho assumiu o comando da equipe e logo se transformou no melhor líbero do mundo, tendo a honra de ser o único jogador de sua posição eleito o melhor atleta de uma edição de Liga Mundial, em 2009. Ao longo de pouco mais de uma década, ele se tornou o grande símbolo da geração comandada por Bernardinho apontada como a melhor de todos os tempos na modalidade. Com a seleção, Escadinha conquistou um ouro e duas pratas olímpicas, dois Mundiais (ele não esteve na edição de 2010) e oito Ligas Mundiais.

 

PRODUTOS DO ÍDOLO

Não existem produtos cadastrados nesta seleção